sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Vinte menos um


Sempre que acordo passo um tempo lutando para voltar a dormir, geralmente me desperto antes de compreender o meu sonho, seja ele bom ou ruim, sempre tento voltar e entender. Sei que assim que meus pés tocarem o chão frio, irei esquecer de grande parte do que vivi naquelas rápidas oito horas de sono. Muitas pessoas falam que sou chata e irritante, é, talvez eu seja sim, por quê o que me move não são as respostas, mas as perguntas, sempre busco o "Por que" das coisas, o seu real significado, seja sobre uma teoria ufologica após assistir Arquivo X, ou sobre um simples sorriso da balconista que me atende no barzinho de sempre. Acontece, que sem mesmo falar, muitas pessoas dizem o que com palavras não conseguiriam dizer. É assim nos sonhos. Só que em vez de falarem para nós, tentamos insistentemente nos mostrar algo, nem que seja algo que em nossa realidade seja banal.
Gostaria muito de um dia finalmente entender meus sonhos, queria poder analisar todos eles, principalmente os que me deixam com aquela sensação de que algo irá acontecer. Pode parecer loucura, mas todos nós somos um livro criptografado.


2 comentários:

  1. Já estudei algumas (poucas) coisas sobre sonhos e até recomendo um "livrinho" que "ensina" o leitor a perceber (ou entender) o seu mundo onírico, chamado O Caminho dos Sonhos, de Marie-Louse Von Franz.
    Tenho uma postagem-descrição-de-sonho que gostaria de compartilhar: http://fernandaisobe.blogspot.com/2009/06/em-maio-de-2009.html

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Ah pelo menos você consegue se lembrar de boa parte dos seus sonhos em algum momento... eu geralmente me esqueço de todos eles assim que abro os olhos, só alguns eu consigo manter...
    Também acho que os sonhos devem significar alguma coisa, mesmo que seja pequenas coisas.


    Beijos.

    ResponderExcluir